segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Olá, pessoal!!

Neste blog, o objetivo é levá-los a conhecer mais sobre o que é a obesidade, seus tipos, aspectos bioquímicos, causas e problemas vinculados, onde mostraremos conteúdos científicos e atuais, bem como curiosidades e ilustrações, com o intuito de conscientizá-los sobre a gravidade da doença e que para a mesma existe prevenção e tratamento que podem ser alcançados de forma saudável e adequada.
Tenham bons momentos de leitura e aprendizagem! Sejam muito bem vindos!


O que é obesidade??





Sabe-se que um estilo de vida diferenciado, onde há o equilíbrio entre uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos, tem sido fundamental para a obtenção de qualidade de vida e longevidade, além de serem ferramentas ao combate da obesidade. Considerada uma doença crônica, a obesidade é definida pelo acúmulo excessivo de tecido adiposo, derivado de um excessivo e crônico aporte calórico de nutrientes, como proteínas, lipídios, carboidratos e álcool provenientes de alimentos e bebidas. Neste acúmulo está relacionado também estilo de vida, hábitos alimentares, gasto energético, fatores psicossociais, alterações neuro-endócrinas e metabólicas e componentes genéticos.
O estado de obesidade deve ser considerado relevante, pois tem tido um aumento de prevalência, anteriormente mais em países desenvolvidos, e nos últimos anos, vem aparecendo de forma bem expressiva em países em desenvolvimento, devido às atuais tendências de transição nutricional, onde há um direcionamento para uma dieta mais ocidentalizada, rica em fast-foods e alimentos industrializados, aliada à diminuição progressiva da atividade física. Devido a isso, a obesidade tem se tornado um problema de saúde pública, sendo fator de risco para desenvolvimentos de doenças crônicas, como o diabetes, doenças coronarianas, dislipidemias, hipertensão e câncer.
Por isso faz-se importante a pesquisa sobre a obesidade e os fatores de riscos relacionados, para que se possa intervir com tratamentos adequados e saudáveis, diminuindo assim, a prevalência dessa doença.

                                           
                                                                                    Post: Priscilla Dantas

Um comentário:

  1. É verdade...
    E quanto mais cedo começarmos a nos cuidar, melhor...
    =)

    ResponderExcluir